sábado, 12 de setembro de 2009

Promoção Tecendo Sonhos!!



Boa noite meninas!!





Criei o Tecendo Sonhos em Abril deste ano.
No início era apenas para falar sobre a Universidade do Patchwork e concorrer a uma das bolsas...enfim...


Mas era também uma oportunidade de escrever sobre meus sentimentos em relação ao patchwork... um sonho de mostrar meus trabalhos... de conhecer meninas que gostassem tanto quanto eu de tecidinhos, quilt`s....E assim o tempo passou.....


Em Junho, estava mais adaptada às ferramentas do Blog, e resolvi dedicar mais tempo, colocar o contador de visitas e incrementar mais o Tecendo Sonhos!


As visitas foram crescendo, e no primeiro mês atingimos quase 800 acessos... Confesso que levei um susto!!


Seriam os moldes? Sempre encontrei dificuldades em encontrar moldes na Internet, e os à venda são caros demais...


Mas eu tenho tanto material, queria partilhar... e assim o Tecendo Sonhos foi crescendo mais...no segundo mês os acessos duplicaram...chegando a 1600 visitas, ganhei amigas fiéis, conheci meninas que como eu amavam o Patchwork e que aos poucos tornaram-se tão intimas, tão cúmplices....


O Tecendo Sonhos me proporciona cada vez mais alegrias...no terceiro mês, os acessos triplicaram e chegamos a 2300 visitas...e hoje, dia 12 de setembro ultrapassamos os 5300 acessos...e isso minhas amigas...é mágico!!


Neste tempo propus aqui a Primeira Troquinha Tecendo Sonhos Entre Amigas, 4 toparam o desafio... e de lá pra cá... que amizades bonitas floresceram... que trabalhos maravilhosos foram feitos...quanto carinho, quanta amizade...


A Troquinha chegou ao fim, algumas já receberam seus mimos..outras receberão esta semana...e a sensação de dever cumprido é maravilhosa!!


E para comemorar esta história de amor e alegria, de uma artesã, seus tecidos, linhas, agulhas e amigas o Tecendo Sonhos apresenta sua primeira PROMOÇÃO!!

Para participar deixe seu comentário, neste post, nos contando como o Patchwork entrou na sua vida, e vire seguidora do Tecendo Sonhos. Serão válidos comentários postados até dia 12 de outubro de 2009.

Não esqueça de deixar seu e-mail ou blog para mantermos contato!! Caso você ganhe, preciso avisar!!!

Dos comentários válidos, serão escolhidas as 5 melhores histórias, as quais concorrerão numa votação aberta aqui no Tecendo Sonhos.

♥ A ganhadora levará para casa uma caixa com um kit Tecendo Sonhos.

O Kit será composto de:

♥ 1 régua de margem para costura;

♥ 1 Prêmio surpresa;

♥ 1 metro de manta acrílica resinada;

♥ 1 kit com 20 agulhas n.9 da Kikits;

♥ 1 linha coats para quilt a mão na cor Natural e

♥ 4 tecidinhos nacionais variados de 40 cm cada.

Participe com sua história também!!

Beijocas

Andreza



17 comentários:

Luciana Pires disse...

Ah eu tinha que ser a primeira, ahahaha
sou fã desse blog!!!!!

Bem minha história com o patchwor começou com minhas avós, minha avó paterna já emendava tecidos fazendo colchas para os netos o forro era de flanela, era uma casa grande onde todos os netos se encontravam nos finais de semana, então a vó sempre tinha onde acomodar um neto e cobrir na hora do soninho.Com o tempo nos perdemos um pouco, as separações dos casais separaram também os primos e cada um para um lado, eu ainda morei um tempo com minha avó, até me casar, e tenho até hoje a colcha que ela me fez, totalmente rústica, com intenção mesmo de emendar e criar uma colcha, sem se preocupar com acabamentos ou combinações.
Muito tempo depois, aidna casada, minha avó materna me apresentou o patchwork através de uma tiavó que mora em Nova York e trouxe uma coleção de revistas, minha avó amava aquelas revistas e me mostrava quando nos encontrávamos, ela fazia planos de um dia fazermos aulas juntas, o tempo passou....Muitas coisas aconteceram...minha avó me deu suas revistas e a doença já não permitia mais sair de casa, e infelizmente perdi mais uma avó...mas ela me deixou aquela vontade de conhecer e fazer aula de patch, no mes que ela estava internada, eu me inscrevi aqui na minha cidade para fazer aula, e infelizmente, naquele final de mes, minha avó faleceu, e eu não fui a primeira aula,a professora do local me ligou me dando uma bronca e me chamando de irresponsável, por te-la feito esperar e por ter feito comprar materiais tão caros,
ela não sabia do acontecido e eu nem tive forças para me explicar, e então passou-se 8 meses até que eu fui a loja, especializada aqui em vendas de aviamentos, e conversando com a dona da loja que era muito amiga da minha avó, ela me falou de uma professora de Patchwork, e neste ano de 2009 em março, iniciei minhas aulas, com uma professora maravilhosa, hj por conta dos horários da escola nem estou podendo ir, mas fiz do patchwork uma forma de colorir minha vida, através dele realizo sonhos, crio e invento coisas, fiz amizades, uma delas vc Andreza, ganhei dinheiro, não muito, mas acabo ganhando algum sim, e amo o que faço, muito mesmo.
Mesmo não sendo uma história das mais belas e tendo um lado triste, através das minhas avós o patchwork estava presente na minha vida, desde pequena, eu só não sabia o nome.

Simone disse...

Passando p/ falar um OI... Vou postar a minha história, logo pq quero concorrer a esse kit. Smack

Anelise disse...

Minha história está aí...

Patchwork...
O primeiro contato que lembro que tive com a arte do patchwork vem da minha infância...
Recordo de minha mãe, que era professora, em umas de suas férias de julho, em pleno inverno, sentada em frente à sua máquina de costura, fazendo uma colcha de retalhos...Naquele tempo ainda não havia preocupação de combinações de cores e desenhos mas havia capricho e muito amor.
Me lembro que, após o almoço, ela ia para sua máquina e eu, pequena ainda, ficava sentada aos seus pés, com uma grande cesta de retalhos à mão, escolhendo as estampas mais bonitas aos meus olhos infantís...(retalhos estes vindos da casa de minha avó, costureira de mão cheia).
Essa colcha me acompanhou por um longo tempo: infância , adolescência... vendo desenhos e filmes na tv enrolada na "coberta da mamãe"...
Com o passar do tempo, cresci gostando de tintas, linhas, agulhas, cores e tecidos e logo me aventurei aos meus trabalhinhos, sempre pulando de uma técnica à outra, até que um dia , passando por uma banca me deparei com uma revista com maravilhosos trabalhos em patchwork, me lembrei da "coberta da mamãe" e foi como ter sido contaminada pelo vírus do patchwork!
Como em minha cidade não temos cursos, passei a procurar por revistas e logo passei para a internet.Nela, vivo um sonho!Quantos sites e blogs sobre esta arte!!Mas sempre pesquisando muito e fazendo pouco!
Um dia, ou melhor, altas horas da noite, navegando pela net a procura de mais inspirações e conhecimentos,entrei num blog cuja dona era diferente...Transmitia um prazer em "patchworcar", um carinho em mostrar seu conhecimento que não tive dúvuda...postei um comentário perguntando o que era um sampler...Ela foi tão receptiva e carinhosa comigo que a epidemia do patch se alastrou!Montei meu blog,vivo a pesquisar e agora estou aquí, no meio de revistas, paninhos e moldes escrevendo meu depoimento o respeito do patchwork para o blog da minha
amiga (que já é uma grande amiga) Andreza.
Pela falta de tempo, não faço muito, mas o patchwork fez muito por mim!!!

Simone disse...

COMO INGRESSEI NESSE MUNDO MÁGICO...
Sou ainda nova no mundo do Patchwork, na verdade estou começando a engatinhar agora, tudo que consigo absorve de dicas são bem vindas.
Mas então... Há uns 6 meses vi minha cunhada fazendo a arte de Patch, unindo retalhos e formando desenhos, fiquei maravilhada e quis tentar. Não tinha nada, nem mesmo os retalhos, peguei tudo emprestado dela e fui com a cara e a coragem. No começo meus dedos ficaram cheios de calos e várias furadas de agulha, pq eu não estava acostumada, mas depois tudo deu certo.
Agora estou aplicando todos os desenhos que encontro, meu objetivo é que no mês que vem entrarei em um curso de Patchwork, pq sei que tenho ainda mtas técnicas p/ descobrir.
É isso, minha história é simples, mais ainda assim tenho esperanças de ganhar o kit. hehehehe. Bjos!

Lu artes disse...

Oi Simone, assim é que se faz história, fazendo alguma coisa, a sua força de vontade fará uma linda história e lindos trabalhos, e neste blog, vc encontra muitas dicas, a Andreza é ótima, as vezes ela manda presentinhos por e-mail, rss
mas,,, continue sempre, a cada dia plante um ponto, uma linha, um tecido novo.Desejo que tenha sorte e que não desista nunca, um abração, até mais., vivo por aqui no blog, bjim

Anônimo disse...

Conheci o patch a algum tempo, mas, com a falta de tempo... nada pude fazer...
a 1 ano atrás me mudei de São Paulo p/ o Sul, e como tive o tão esperado tempo, fui fazer o sonhado curso de patch em POA...
Então, comprei uma máquina de costura, depois fiz um curso aqui, outro ali, comecei a fazer uns trabalhos para as amigas e assim foi até que comecei a tomar gosto pelo negócio. Comecei a visitar alguns sites e blogs
Em apenas três meses me tornei uma patch mania, aprimorando minha técnica incansavelmente. Eu falo de patch, penso em patch, enfim, amo o que faço.
E quanto mais fui conhecendo o que era patch, as suas técnicas, os trabalhos prontos que encontrei na net, mais fui me contagiando, e me deu uma alegria e uma vontade de fazer mais e mais, eu me doo, e me entrego, e muito, com um objetivo único, o de ver meu trabalho pronto, finalizado.
O mais importante pra mim, é que se por qualquer imprevisto ou obstáculo que porventura surgir em meio ao trabalho, isso não retire a minha empolgação.
Vê-se, portanto, que a paixão e a emoção pelo patch, aparecem estampadas no meu rosto e, por conseqüência, todos ao meu redor são contagiados pela alegria, e pela beleza de um trabalho feito em patch.
Não é preciso duvidar que existe um grande caso de amor entre eu e o patch. Tal paixão se desdobra em um verdadeiro “casamento”.
Comprovei, portanto, que essa empolgação, e a criatividade marcam os meus trabalhos, que somados com muita determinação e paixão pelo que faço, se transformam em “verdadeiras obras de arte.”
Hoje em meio a tecidos, linhas, agulhas, moldes... descobri que a receita do sucesso, é fazer com paixão...

Essa é a minha historia... uma historia de amor com o que faço,e como toda essa historia de amor, com um final feliz!!!
Andreza, um enorme bjo e continue com essa dedicação ao blog, eu e todas as meninas que te acompanham agradecem, e é assim, com esses pequenos gestos que podemos retribuir o carinho que vc nos transmite.
Fique com Deus,
Evelin Stein

Simone disse...

Boa Tarde amiga, p/ divulgar a sua promoção coloquei o seu selinho no meu blog, assim as meninas podem ver e entrar aqui p/ deixar os recadinhos. Tenha um ótimo dia, Bjos!

Artelier Tecendo Sonhos disse...

hehe obrigadinho minha amiga!! Simone...Adoro vc, viu??
Meninas estou amando suas histórias, tem uma mais bonita do que a outra, e todas são mega interessantes!!ADORO!!
Sorte a todas e beijocas
Andreza

Sonia disse...

Bem, como muitas de vocês, quando me dei conta ele ( o patchwork ) já havia invadido minha vida, minha casa, minha família e amigos. Mas tudo tem um começo e o meu foi assim...
Eu sou paulistana de nascimento e a maior parte da minha vida em SP, criada em apartamento. Mas dentro de mim sempre gostei de artesanato. Meus pais sempre tiveram máquina de costura em casa, as vezes , duas; e eu como criança xereta que era, mexia na máquina escondida...kkkkk. Um dia já adolescente me aventurei na costura e fiz algumas peças com retalhos ganhos de uma amiga de minha mãe que consertava roupas. Foi mágico!! Uma prima minha enlouqueceu com uma bolsa que tinha feito. Então percebi que gostava da máquina de costura. Muitos anos se passaram, a vida corrida de SP, os estudos e depois o trabalho acabaram por me afastar da minha paixão pelo artesanato.
Daí casei, me mudei - literalmente - nos mudamos para o RS , mas precisamente em Estrela, onde vivo até hoje. Acabamos vindo para cá por causa do trabalho do marido. Eu tinha tédio, não gostava de ser dona de casa em tempo integral. Acabei voltando a lecionar ( sou professora de inglês ), mas não me preenchia totalmente. Resolvi voltar ao artesanato. E funcionou. Primeiro me dediquei ao ponto cruz! Amava de paixão! Daí fiz uns cartões de aniversário ou de datas comemorativas manualmente e todos decorados...mas faltava algo.
Em seguida fiquei grávida e acabamos nos mudando para um outro município. Lá para aliviar o estresse fiz aulas de yoga e foi lá nas aulas que conheci meu anjo da guarda e mentora a Juçara. Um belo dia ela me apareceu com uma manta para bebê que era linda de viver...me apaixonei imediatamente!! Gente eu nem imaginava que existisse técnica e nome para aquela belezura!!! Teimosa que sou e insistente, pedi a Juçara que me ajudasse poi queria fazer algo parecido para meu bebê. Ela prontamente concordou e então surgiu meu primeiro trabalho em patchwork!! De lá pra cá foram muitas mantas, muitas estórias e muitos cursos no meio do caminho.Já se vão quase onze anos. Hoje não vivo sem meu vício, sem meu patchwork!! Há cinco anos atrás comecei a dar aulas e consegui alcançar meu objetivo que era o de viciar mais e mais mulheres nesse mundo maravilhoso dos panos, linhas e agulhas!! Ainda tenho muito o que aprender, mas meu respeito por essa arte maravilhosa não tem fim. Bem, essa sou eu....
Ah, me chamo Sonia Cazarim, kkkkk

soniacazarim@gmail.com

Andreza,
Parabéns pela iniciativa!! Adoro seu blog, sempre que posso passo por aqui. Continue essa pessoa rica de sentimentos e maravilhosa que só quer dividir o que tem com outros. Beijos no coração!!!

Luciana disse...

Oi, meninas!! O patchwork é realmente apaixonante, não é mesmo?? Minha paixão pelo mundo dos tecidinhos, botões e bordados vem de longe... Minha mãe sempre costurou de tudo em casa e eu sempre era a fiel ajudante: comecei fazendo os nós nas linhas para arrematar, depois aprendi a pregar botões, fazer bainhas... E não parei mais!! Este ano nós duas entramos juntas em uma aula de patchwork. Foi o máximo!!! Evoluimos muito desde o primeiro "Nine patch"!! Atualmente não estamos morando na mesma cidade, mas estamos sempre nos falando, trocando dicas, enviando tecidos e moldes pelo correio. É uma festa só!! Na próxima semana vamos juntas para o Festival de Patchwork em Gramado. Não vejo a hora...
Beijinhos a todas, Lu

Anônimo disse...

Olá sou Gisele Tolardo,a mais nova seguidora deste blog maravilhosoooo...

Bom como nada em minha vida caiu do céu...conheci o Patch posso dizer atravês do sofrimento....que virou terapia,depois encantamento e sigo até hoje.

Bom tenho duas filhas (gêmeas) mas até conseguir engravidar....foi muito sofrimento,muitas oracões,muitas lágrimas,que valeu a pena cada minutinho....
Pois DEUS me agraciou com essas duas bencões em minha vida.
O tempo passou muito rápido,elas cresceram e foram para escola,ai me vi perdida de novo,aquelas que consumiam todo o meu dia,já não ocupavam mais meu tempo tanto assim...no comeco me vi sozinha,triste,só pensava nelas....
Ai meu esposo sempre dizia...Gi você precisa procurar alguma coisa para ocupar suas tardes senão você irá acabar adoecendo....
Fiz vários cursos...biscuit,pintura em tela a oleo,ponto cruz...até conhecer o Patch e me encantar.
Sou iniciante ainda,mas confesso,adoroooo comprar tecidinhos que combinem entre si,e fazer minhas sacolinhas,meus jogos americanos(minha verdadeira paixão)....
Hoje fico minhas tardes todas envolvida com isso,perco horas na net procurando coisinhas que me encantam....inclusive foi assim que cheguei nesse blog tão encantador...procurando coisinhas fofas para incrementar meus patch.
E digo mais,a paixão está passando de mãe para filhas...hoje elas estão com 10 anos e logo comecaram um curso em feltro.
Estou super feliz e muito orgulhosa disso.
Acredito que a paixão está no sangue.
Beijokaaaassss

STILO BASICO disse...

Andreza,

sempre gostei de artesanato e acho que mexo com linhas e agulhas desde que minha mãe me autorizou usar uma velha tesoura sem pontas, há uns 40 anos atras ..rss... faz tempo...

o patchwork esta entrando na minha história há poucos dias , alias não é ainda o patchwork estou na fase da patchcolagem , estou sentindo que foi minha primeira dose desse maravilhoso prazer ... rss , participei de um cursinho de patchcolagem no SENAI SP , mes passado e tenho a cabeça cheia de ideias para por em pratica , vou precisar aprender muito ainda e estou pronta para seguir seu BLOG com muita atenção .
Ah, preciso te dizer que seu espaço não é só um Blog... ele é PURA POESIA , criatividade de trabalhos , histórias e estorias lindas.

Bj e muito sucesso pra você

Ivana Valeri disse...

Bom, tentei lembrar quando foi o meu primeiro com o patchwork.. pensei, pensei, pensei mais um pouco e cheguei a conclusão que a primeira peça em patchwork que vi foi uma colcha de retalhos, feita por minha avó, que era costureira.
Ela aproveitou os retalhos que tinha e uniu um ao outro.. e pronto criou uma colcha .. simples é verdade.. mas muito bem feita.
Eu nunca fui muito habilidosa com costuras, o pouco que aprendi foi com a Vó Virgínia, coisas simples como fazer uma casa para um botão, por exemplo. Os anos foram passando e sempre estive envolvida de alguma forma com artesanato, primeiro com o tricô, depois com um pouco de crochê, há cerca de 5 anos incentivada por minha cunhada, a aprender a decoupagem, ganhei alguns materiais, comprei outros, e durante algum tempo fiz várias peças trabalhadas em madeira. Mas como sou um pouco estabanada, a bagunça com as tintas era grande.. ao fim da peça eu tinha tinta até nos cabelos.
Um belo dia, passeando pela Feira Internacional de Artesanato, aqui em Floripa, me encantei com um estande que apresentava o patchwork, bonecas, e uma infinidade de coisas lindas, foi então que senti que era aquilo que eu realmente queria, viver entre tecidinhos coloridos, tesoura, agulhas,linhas, moldes, blocos.
Por alguns meses fui amadurecendo a idéia e há cerca de dois meses comecei um curso, e me apaixonei, de lá pra cá me sinto ótima, quando estou envolvida com minha agulha é como se o tempo parasse a minha volta. Ainda me sinto insegura com a escolha dos tecidos, as combinações, mas de uma coisa eu tenho certeza, de uma forma ou outra, aquela antiga colcha da Vó Virgínia me inspirou.

ro. disse...

Como patchwork entrou na minha vida,numa noite acordei tonta com ansia de vomito com sudores pelo corpo, coração acelerado e muito desisperada,paramos no hospital,conclusão depressão em altissimo grau,os médicos analizaram e o resultado, remédios e terapias.Voltei para casa muito triste.Tive um sonho:sonhei com um vestidinho que a mamãe fez para mim,feito de saca branca a qual fazemos panos de louça,era muito bonito eu achava; branquinho como neve e todo bordado em linha vermelha,tinha muitas flores cheios de babadinhos muito lindo não tirava nem para lavar,era aquela briga,mas vamos no patch,comecei a assistir filmes americanos quase todo final de semana via colchas lindas,fiquei sabendo que se chamavam quilting em patchwork; bom é isso que gostaria de fazer,pensei,fiquei sabendo que na profissional do bairro tinha aulas desse curso, me informei,mas não tinha muito tempo disponivel para realizar o curso,mamãe falou com a diretora, ela não autorizou minha matricula,pois as aulas eram duas vezes na semana e eu podia ir uma só,fiquei frustada minha mãe vendo a minha tristeza,foi falar com a professora de patchwork explicou que era uma terapia ocupacional,acredito que ela ficou sensibilizada e me aceitou;assim comecei as aulas e cada furo no dedo pensava em disistir,mas com amigas tao carinhosas fui ficando,ficando;trocamos de professora e eu continuava no mesmo curso,num ano a professora ficou doente e me pediu para dar atenção as meninas,foi quando descobri que era isso que eu queria,me sentia util meus chiliques nem lembrava mais,lá uma vez ou outra aparecia mas com menos intensidade,fui melhorando sem perceber,me sinto muito feliz e acho que estou no caminho certo sei que tenho muito a aprender,mas estou muito mas muito feliz mesmo.E quanto ao vestidinho bordados com linha vermelha,a tecnica se chama red work(trabalho em vermelho)estava de alguma forma dentro do patchwork deve ser por isso que me apaixonei,e estou viciada nos paninhos e agulhas;quem não gostou muito disso a principio foi o maridão,tecidos pela casa,alfinetes no sofá,fiapos de linhas por todos os lugares, mas agora depois de ver minha melhora ele está me apoiando muito,e ate minha filha já fez aula comigo e adora patch,somos uma familia de patchiorqueira,bom acho que é isso ai.

ro. disse...

andreza desculpe os erros de portugues,beijos

Artelier Tecendo Sonhos disse...

Meninas...tah dificil demais escolher...cada história é unica e linda!! Estou com lágrimas nos olhos de tanta emoção!! Obrigado por partilharem comigo histórias tão lindas!!!
Boa sorte a todas vcs!! Beijocas
Andreza

TALITA - MENINA ARTES disse...

Olá,
Bom não tenho muito o que contar...estou iniciando no patchwork....porque estou apaixonada por trabalhos lindos que tenho visto...fico doida quando vejo aulas na tv e quando vejo trabalhos na net....estou juntando material e procurando cursos pra começar minha loonnnggaa histório com o patchwork igual tenho com o meu ponto cruz já a anos...espero poder participar deste sorteio e receber um incentivo pra essa mi nha nova iniciativa...bjs
Talita Ribeiro
talitarribeiro@terra.com.br
meninaartes.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails

Coleção Anjas dos Sonhos - Inverno 2012

Coleção Anjas dos Sonhos - Inverno 2012
Designer Andreza Boal

Círculo S/A

Círculo S/A
Eu uso e recomendo!

Eu uso!!

Eu uso!!
Super recomendo!

Tecendo Sonhos pelo mundo!!